17/12/2021 - SENAC RN APRESENTA RECEITA DO BOLO SERIDÓ NO PROJETO “DOCE NATAL - OPANES”

A pandemia da Covid-19 nos trouxe grandes dúvidas, mas também uma certeza: de que a expectativa de vida ganhou uma nova dimensão. Ainda não acabou, mas já enxergamos novos tempos, de esperança. E nenhum momento é melhor para isso do que o Natal, uma festa doce e amorosa, na qual tentamos aflorar os melhores sentimentos.

A turma do OPANES (Observatório do Patrimônio Gastronômico do Nordeste e Espírito Santo) abraçou essa ideia e criou, na verdade recriou, o Projeto DOCE NATAL. Um sucesso na edição do ano passado, o projeto é um conjunto de ações que buscam observar e trazer das receitas do Nordeste e do Espírito Santo, valorizando a doçaria local e de valor patrimonial, a recuperação de ingredientes tradicionais, as técnicas culinárias e os demais elementos que possam expressar identidade e diversidade. Isso tudo embalado com arte, em um encontro entre o design e a gastronomia.

Desta vez, vai ter a brasileira com farofa de amendoim com flocos de coco de Alagoas, o pão farofa da Bahia, o brigadeiro de cajuína do Ceará, o cacautone do Espírito Santo, o queimadinho de tamarindo com coco do Maranhão, a peteca de banana da Paraíba, o pão recife doce natal de Pernambuco, o dadinho de farinha de mandioca com rapadura do Piauí, o bolo seridó do Rio Grande do Norte e o rocambole crocante de mangaba de Sergipe. Delícia de Natal é isso. 

CONHEÇA O OPANES

O Observatório do Patrimônio Gastronômico do Nordeste e Espírito Santo – OPANES, sob a coordenação e execução do SENAC, propõe ações de pesquisa e de documentação sobre as cadeias produtivas, os sistemas alimentares e demais temas referentes a comida, ingredientes e cozinhas locais, nos cenários da biodiversidade, da história e dos patrimônios culturais. Ainda, reúne acervos que possam orientar projetos, interpretações e experiências pedagógicas no campo da comida e da cultura.

Um comportamento social e valorativo da diversidade de processos e técnicas culinárias, dos locais e ambientes públicos, como feiras, mercados, festivais e festas, do agroartesanal e das tendências gastronômicas. Oferece um olhar para a sustentabilidade, a soberania alimentar, a segurança nutricional e demais temas que integram o amplo e diverso contexto da relação homem e meio-ambiente.

Plataforma OPANES: www.observatoriogastronomico.senac.br YouTube: bit.ly/canal-opanes

Facebook: Opanes – Observatório do Patrimônio Gastronômico do NE e do ES

Instagram: @opanes.senac

 

BUSCAR CURSOS




Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para personalizar e aprimorar a sua experiência neste site.
Ao continuar navegando, você concorda com as condições estabelecidas em nossa Política de Privacidade e Tratamento de Dados Pessoais.